Home office no quarto: como melhorar a produtividade nesse ambiente?

Precisa fazer home office no quarto, mas ainda não sabe como fazer desse ambiente um bom local de trabalho? Veja as nossas dicas e melhore os níveis de produtividade e satisfação!

Imagem de uma mulher fazendo seu home office no quarto

Seja qual for o motivo, você está de home office no quarto?

Principalmente desde o início da pandemia, empresas iniciaram o movimento de manter os funcionários no trabalho remoto. Seja pelas medidas de combate ao coronavírus ou seja por perceberem que o home office tem muitas vantagens.

De toda forma, o movimento foi rápido: muitas pessoas não tiveram tempo de preparar um local adequado para trabalhar. Assim, de um dia para o outro, se viram na necessidade de transformar algum ambiente de casa no escritório.

Quem tem espaço, ótimo! Afinal, transformar aquele quarto de hóspedes em um bom ambiente de concentração só tem a oferecer vantagens para você.

No entanto, esse não é o caso de todo mundo. Há quem precise fazer o home office no quarto, então é muito importante investir em algumas formas de manter a produtividade alta e não confundir o local de trabalho com o local de dormir, mesmo que tecnicamente seja o mesmo espaço.

Pensando nisso, criamos um conteúdo completo sobre as melhores formas de fazer home office no quarto!

1. Separe um espaço (mesmo que pequeno) para o trabalho

Já que não é possível ir para outro cômodo de casa, é importante separar algum espacinho do quarto para ser o seu “escritório”. O ideal é que você tenha uma escrivaninha, uma boa cadeira e aqueles outros itens indispensáveis para trabalhar.

Primeiramente, sua saúde agradece! Afinal, passar longas horas com o computador no colo enquanto você está sentado (ou até mesmo deitado) na cama, é algo extremamente prejudicial.

Além disso, sentir que aquele espaço, mesmo que pequeno, é um lugar para trabalhar, ajuda na ideia de “organizar o cérebro”: ao estar sentado, olhando para o computador e concentrado nas suas demandas, você pode se esquecer que na verdade está em um ambiente de descanso.

Isso é bom, porque assim a sua cabeça não ficará o tempo todo pensando na cama, na televisão e em várias outras distrações que podem te atrapalhar durante o dia.

Coloque a mesa em um local bem iluminado e, se possível, invista em uma boa cadeira. Ergonomia é muito importante!

2. Troque de roupa

Pode parecer bobeira, mas especialistas acreditam que o simples ato de trocar de roupa já ajuda o nosso cérebro a “ligar a chavinha” do trabalho. Se você precisa fazer home office no quarto, então, a pequena atitude é ainda mais importante.

Imagine só: você acorda na sua cama e dá um passinho ou dois até a escrivaninha. Você pode acordar 5 minutos antes de trabalhar, continuar de pijama, não tomar um banho e apenas “pular” da cama para a mesa.

Mas pode também levantar com calma, fazer um café, dar uma espreguiçada no corpo, tomar um banho e colocar uma roupa diferente. Após isso, se sentará na mesa e aí sim começará o trabalho.

Em qual dos dois casos você acredita que existe maior chance de completar as atividades do dia com êxito?

Pois é! Tente manter alguns “rituais” da rotina que aconteciam antes do trabalho remoto. Pequenas atitudes já são responsáveis por ajudar na nossa motivação e até mesmo na compreensão de que não é mais hora de descanso, mas sim de trabalhar.

3. Evite distrações

A ideia de assistir TV enquanto trabalhamos pode parecer maravilhosa. Responder e-mails ao mesmo tempo em que o seu seriado favorito passa na Netflix pode parecer “tudo o que você queria” para a sua vida.

No entanto, mesmo que o volume esteja baixo e aquele seja apenas um som ambiente, é importante evitar qualquer tipo de distração que possa mandar a sua concentração embora.

O quarto já é um ambiente pequeno, então pequenos barulhos ou estímulos visuais já são responsáveis por diminuir a sua motivação e produtividade no trabalho. Além disso, aumentam as chances de distração. Aquele e-mail ingênuo pode ser escrito de maneira errada, então.

Pense não apenas na TV ligada, mas em qualquer outra coisa que possa te distrair. Se possível, mantenha o celular longe e sem as notificações ativadas. O ambiente do quarto faz parecer com que uma olhadinha no WhatsApp não faça mal a ninguém, mas você pode se assustar quando pensa no impacto de um minutinho após o outro.

4. Tenha horários bem definidos

Para muitas pessoas, o modelo de home office significa que a jornada de trabalho é bem flexível. Nesse sentido, não existe aquele controle de horário, precisando necessariamente permanecer trabalhando das 08h às 17h.

De toda forma, é importante estabelecer alguns horários para sair da mesa e fazer outras atividades necessárias no dia. Caso contrário, você poderá passar o dia inteirinho no quarto trabalhando.

Isso faz com que os níveis de estresse aumentem, além de prejudicar a saúde dos seus olhos e da coluna, por exemplo.

Qual é a sua hora preferida para almoçar? Você precisa tirar 15 minutinhos para se alongar e dar uma caminhada pela casa? Qual é o dia da faxina?

Se organize em relação à sua rotina e considere que existem atividades além do trabalho. E mais do que isso, tente cumpri-los ao máximo! A gestão do tempo é muito importante quando trabalhamos em casa.

5. Encontre boas ferramentas para se organizar, gerir o seu tempo e ser mais produtivo

Por fim, é importante contar com uma ajudinha externa para deixar a sua rotina mais organizada e produtiva. Assim como no escritório contávamos com uma série de ferramentas e processos para nos auxiliar, faça isso dentro de casa!

Esta dica vale para quem faz home office no quarto, na sala, em um coworking ou onde mais desejar. Porque de fato, ajuda muito.

Hoje em dia, com o investimento cada vez maior em tecnologias que facilitam a gestão do trabalho à distância, é possível fazer uma boa reprodução do escritório dentro de casa.

Vamos listar algumas ferramentas muito importantes nesse processo. Algumas podem ser usadas diretamente por você, outras são indicadas para o uso geral da empresa. Vale dar aquela dica para o seu gestor!

1. Ferramentas de chat

Slack, Discord ou Microsoft Teams são exemplos de boas plataformas que auxiliam na comunicação da equipe. O próprio Gmail oferece um chat na caixa de entrada, mas existem opções completas com recursos ainda melhores.

Assim, o diálogo é facilitado, e recorrer a um colega ou líder se transforma em uma tarefa muito mais agradável. Reuniões em grupo também são facilitadas!

Mesmo se você for um profissional freelancer, vale criar uma conta gratuita e compartilhar com o seu cliente. Essa é uma ótima forma de fazer uma comunicação direta, quando não é necessário um e-mail, sem precisar usar o WhatsApp pessoal.

2. Ferramentas de gestão de tempo

Já falamos sobre a importância de gerir bem o seu tempo. Pois é! Mas como fazer isso com eficácia?

Atualmente, existem várias ferramentas que fazem o controle e gestão do tempo trabalhado. Seja de forma individual (freelancers podem usá-la para registrar sua evolução no trabalho) ou de forma coletiva, quando a empresa contrata um sistema de controle de ponto online.

Temos uma lista completa que analisa os melhores apps de controle de jornada. Veja só e faça a sua avaliação!

Aqui no PontoGO, oferecemos uma gestão completa para empresas, sejam elas pequenas, médias ou grandes. Com valores acessíveis, a tarefa de organizar o ponto da equipe se transforma em algo muito mais simplificado, sistematizado e prático. Se você se interessou, dê uma olhada no nosso site.

3. Ferramentas de organização

Você gosta de registrar suas tarefas do dia? Se a resposta for negativa, tenho algo para te dizer: você poderia ser mais produtivo do que já é!

Quando registramos a nossa evolução no trabalho e temos noção plena das atividades, fica mais fácil fazer a gestão do dia a dia. Além disso, aprendemos a priorizar demandas e entender o que é urgente e o que pode esperar. Assim, evita-se o trabalho “a menos” e o trabalho “a mais”, ambos prejudiciais para o colaborador.

Existem várias ferramentas de organização hoje em dia. Seja o Trello, Asana ou Notion, a ideia é ser alguém mais organizado e sentir que existe um bom controle das suas tarefas.

Conclusão

E então? Gostou de aprender algumas dicas sobre o trabalho home office no quarto? Entendemos que muita coisa pode ser nova. Assim, podemos ficar um pouquinho mais ansiosos ou desorganizados enquanto estamos aprendendo.

No entanto, se você encontrou este conteúdo, significa que está disposto a melhorar a sua rotina no trabalho, mesmo que ele seja feito do ladinho da cama. Muito bom, então!

Esperamos que você esteja motivado para aplicar o conhecimento que compartilhamos por aqui. E que consiga encontrar uma boa relação entre trabalhar e viver dentro de casa!

Gostou deste post? Quer saber ainda mais sobre produtividade no trabalho? Acompanhe o nosso blog e fique por dentro dos melhores conteúdos para você!

0 Curtir
0 Não curti

Ana é Jornalista e trabalha com Marketing Digital desde o ano de 2016. Atua com o desenvolvimento de planos de comunicação, branding e gerenciamento de marcas na web, com foco em blogs corporativos e redes sociais. Além disso, tem experiência escrevendo sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, métodos de organização pessoal e temas pertinentes ao universo corporativo em geral.

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *