Indicadores de produtividade: como fazer uma boa avaliação do time?

Saiba o que são os indicadores de produtividade e como eles podem ser muito importantes ao avaliar a sua equipe.

Indicadores de produtividade

Ao fazer a gestão de pessoas, é muito importante buscar por estratégias capazes de otimizar o trabalho da equipe, ao mesmo tempo em que a satisfação e o sentimento de pertencimento é mantido. Os indicadores de produtividade podem servir para reforçar um sentimento de que tanto a empresa quanto os colaboradores estarão inseridos em um sistema de evolução muito positivo.

Esses indicadores são um conjunto de ferramentas capazes de avaliar dois pontos muito importantes. Um deles, obviamente, é o apanhado de entregas da equipe.

No entanto, não basta focar no volume: é preciso entender, também, como anda a qualidade dessa produção. Afinal, de que adianta um amontoado de entregas vazias, incompletas e sem nenhum propósito?

Pois é! Os indicadores de produtividade, então, entram como uma ótima forma de entender como anda o desempenho dos seu time. E é justamente sobre esse tópico que vamos falar no post de hoje.

Venha conosco e tenha uma ótima leitura!

Indicadores de produtividade: qual é o conceito?

Antes de trabalhar com os indicadores de produtividade de maneira prática, vamos falar sobre o conceito da expressão.

Qualquer empresa precisa bater metas e cumprir objetivos específicos, sejam eles quais forem. Pensando nesse primeiro ponto, temos as entregas. Elas podem ser cumpridas ou não, falando em quantidade. A ideia, teoricamente, é atingir um número específico.

Todavia, este número pode não representar, necessariamente, o sucesso da empresa. Um profissional que trabalha correndo pode até “bater” o número que foi estipulado para si, indo até mesmo mais longe, mas a correria faz com que a qualidade seja perdida.

E é justamente esse o outro ponto que envolve o conceito de produtividade. Não basta fazer rápido, é preciso fazer bem feito! Devemos, então, encontrar a melhor relação possível entre tempo da entrega e qualidade da mesma.

Entendendo o conceito de produtividade, você pode se perguntar: beleza, mas como eu vou me certificar que essa relação vem sendo bem aplicada na minha empresa?

E é justamente aí que entram os indicadores de produtividade! Existem algumas ferramentas capazes de medir, justamente, a qualidade das entregas junto ao esforço máximo para que elas sejam feitas dentro do volume ou tempo esperado.

A importância dos indicadores de produtividade vem sendo cada vez mais reforçada. Hoje em dia, empresas contam com uma série de dados à sua disposição. Estamos na era dos dados, e é inevitável: até mesmo aqueles negócios menores e mais conservadores conseguem descobrir uma série de otimizações possíveis ao olhar para os processos de forma mais analítica.

E pensando no desenvolvimento de pessoas, quanto mais fugirmos da subjetividade e dos “achismos”, melhor. É importante estabelecer parâmetros práticos para entender a evolução da equipe e, caso necessário, traçar bons planos de ação.

Quais são os indicadores de produtividade, na prática?

Agora que você já entendeu o conceito, é hora de ver alguns indicadores de produtividade no dia a dia de uma empresa.

1. Relação entre horas trabalhadas e a qualidade das entregas

Quando pensamos em produtividade, podemos nos enganar acerca do conceito. Pense na seguinte situação: temos dois funcionários que exercem a mesma função de atendimento ao consumidor em uma loja de roupas.

Um deles fechou 30 vendas em 3 horas, enquanto outro conseguiu chegar no marco de 10 vendas concluídas no mesmo período.

Em uma primeira análise, pensamos que o primeiro profissional é o mais produtivo. Mas olhando mais a fundo, percebemos que tem uma outra métrica para ser analisada: a de satisfação do consumidor.

Enquanto a nota do funcionário mais rápido foi de 3 em 10, a do segundo foi de 9. Muito provavelmente, o funcionário veloz focou apenas no volume de vendas e não se preocupou em oferecer um bom atendimento para os seus clientes. Já o segundo, ainda que mais lentamente, foi capaz de trabalhar com uma experiência de compra incrível!

Daqueles 30 clientes rapidamente atendidos, podemos pensar em dezenas de detratores, que não se sentiram satisfeitos e além de haver a probabilidade de não voltarem mais na loja, podem influenciar outras pessoas a fazer o mesmo.

Por isso, ao analisar a produtividade do seu funcionário, não fique preso ao controle das horas trabalhadas.

O conceito de que “produtividade é velocidade” pode prejudicar o seu negócio de formas inimagináveis! É muito importante tomar cuidado com esse discurso.

2. Capacidade de produção

A capacidade de produção pode ser medida de maneiras diferentes a depender do seu negócio. Uma forma interessante de analisar esse indicador de produtividade é fazendo comparativos mensais das entregas dos seus funcionários.

Se uma mesma equipe teve capacidade X de produção no mês passado e -10X nesse, o que aconteceu para que houvesse uma queda tão drástica? Tivemos uma grande perda de tempo e, em consequência, de capacidade produtiva. E isso deve ser analisado.

Ao mesmo tempo, essa análise também é importante para avaliar se algumas medidas implementadas na empresa estão provocando uma melhora na capacidade produtiva.

3. Análise das metas da empresa

É muito importante fazer uma análise dos KPIs estratégicos da empresa. Nesse sentido, observe as metas que foram estabelecidas no início do ano, trimestre ou qualquer recorte de tempo que você deseja avaliar.

Estando abaixo do esperado, entendemos que a produtividade foi menor, por algum motivo. Ainda não entendemos exatamente qual é, mas percebemos que esse é um dos indicadores de produtividade que pode impactar em uma série de processos.

Por exemplo: ao analisar as metas, que estão muito abaixo do esperado, você pode perceber que seus funcionários estão fazendo muita hora extra, mas mesmo assim não conseguem entregar o que foi estabelecido.

Qual é o problema, então? É a hora de expandir o quadro de funcionários, ou existe algum outro tipo de gargalo acontecendo?

4. Satisfação dos funcionários

Não adianta: a satisfação dos funcionários é um dos maiores indicadores de produtividade! Afinal, é inevitável. Um colaborador satisfeito produzirá muito mais (e com muito mais qualidade) do que alguém que se encontra completamente desmotivado e insatisfeito com a empresa, seja por qualquer motivo.

Vale prestar atenção em itens como:

  • nível de rotatividade dos funcionários;
  • avaliação da empresa e dos líderes nas reuniões de feedback ou nos sistemas de avaliação usados pela empresa;
  • quantidade de faltas no trabalho;
  • quantidade de horas faltantes.

A ideia é pegar esses indicadores e transformá-los em planos de ação como treinamentos e programas de desenvolvimento para compreender onde estão os problemas que fazem com que a insatisfação exista, traçando formas de superá-los.

5. Qualificação profissional dos colaboradores

A qualificação dos colaboradores está em níveis ideais? Temos muitas pessoas “desatualizadas” ou que não estão entregando o suficiente no quesito profissional?

Temos empresas em que um mesmo funcionário faz a mesma função há 10, 15, 20 anos. Hoje em dia, com a sensação de que “o tempo passa mais rápido do que antigamente”, podemos perder drasticamente a produtividade de profissionais que não estão qualificados o suficiente para exercer suas funções.

Fazer esse tipo de análise é muito importante, mas é preciso ir além. Invista em treinamentos de atualização constante, estimule uma cultura de aprendizado e interesse na evolução profissional, mesmo que aquela pessoa “não corra riscos” de ser demitida.

Lutar contra o sentimento de acomodação profissional é uma ótima forma de começar. Em casos mais além, pode ser interessante oferecer incentivos para que os colaboradores continuem o estudo ou se aperfeiçoem em suas áreas.

Bônus: a interferência do fator “tempo” nos indicadores de produtividade

Percebeu que, ao longo do conteúdo, falamos muito sobre a questão temporal? Seja para avaliar a capacidade de produção, seja para analisar o engajamento da equipe, seja para entender como anda a qualidade das entregas…

E para fazer uma boa gestão desse dado tão precioso para a empresa, é importante contar com uma ferramenta capaz de sustentar todo o volume de análises que surgirão a partir desse conjunto de indicadores de produtividade.

Aqui no PontoGO, oferecemos um sistema de controle de ponto online, descomplicado e que cabe no bolso de empresas dos mais diversos tamanhos. É possível analisar fatores como:

  • sistema de GPS que permite visualizar o horário e local onde foi registrado o ponto;
  • um mapa completo que mostra onde todos os pontos foram registrados;
  • registro de ponto mesmo sem internet pelo computador, tablet ou celular;
  • relatórios completos em PDF que estão de acordo com as normas do MTE;
  • controle de abono, falta, horas extras e outros processos diários.

Cada um deles poderá ser utilizado em sua análise de produtividade da equipe e, como consequência, contribuindo para melhorar a gestão de pessoas, satisfação dos colaboradores e organização da empresa em geral.

Saiba mais sobre o PontoGo em nosso site e tire todas as suas dúvidas!

Conclusão

E então? Gostou de aprender sobre os indicadores de produtividade? Acredita que está pronto para fazer uma boa análise em sua empresa?

Se a resposta for positiva, gostaríamos de apresentar ainda mais conteúdos capazes de te ajudar a otimizar ainda mais processos internos. Acesse o blog do PontoGO e fique por dentro de temas como Desenvolvimento Pessoal, Empresarial, Legislação e outras pautas importantes para o RH!

0 Curtir
0 Não curti

Ana é Jornalista e trabalha com Marketing Digital desde o ano de 2016. Atua com o desenvolvimento de planos de comunicação, branding e gerenciamento de marcas na web, com foco em blogs corporativos e redes sociais. Além disso, tem experiência escrevendo sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, métodos de organização pessoal e temas pertinentes ao universo corporativo em geral.

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *