People Analytics e controle de ponto: qual é a relação?

Sabia que o método People Analytics e o controle de ponto têm muitas características complementares? Entenda em nosso post!

Imagem de uma pessoa usando o computador para compreender a relação entre people analytics e controle de ponto

Há pouco tempo, falamos sobre o People Analytics e a importância dessa metodologia nas empresas, sejam elas dos mais diversos nichos. E um dos pontos principais foi justamente a relação entre People Analytics e controle de ponto.

Dos vários dados que uma empresa pode coletar e transformar em insights para uma boa gestão de pessoas, o controle de ponto é um dos mais valiosos.

Quer descobrir o motivo? Não se preocupe, fizemos este post justamente para isso! Nossa ideia é esclarecer a relação entre esta metodologia e a quantidade de possibilidades que uma boa análise do quadro de horários dos seus colaboradores pode oferecer para a empresa.

Vamos lá, então? Tenha uma ótima leitura!

1. Horas extras

Qual é a porcentagem de horas extras realizadas pelos seus funcionários? Já te adiantamos: caso o número seja alto, isso não é um bom sinal.

A verdade é que várias empresas já superaram aquele velho discurso do “quanto mais o funcionário trabalhar, melhor ele é para a empresa”. Com o passar do tempo, percebemos que é muito mais importante olhar para a produtividade, ou seja, quantas entregas aquele colaborador vem fazendo, e qual é a qualidade de cada uma delas.

Uma pessoa pode trabalhar por 12 horas e não entregar nem metade do que uma que trabalha 8 horas certinho, não fazendo um minuto a mais de hora extra.

Por isso, esse dado é importante para iniciar uma reflexão. O pagamento de hora extra sai do bolso da empresa e pode ser bem caro. Faça a relação, então, das horas trabalhadas e impactos que elas têm nas entregas.

Algumas conclusões podem ser tomadas, como as que vamos apontar a seguir.

  • “Apesar de 90% da minha equipe fazer hora extra, a meta de produtividade não foi batida”;
  • “As metas foram batidas, mas as horas extras apontam que seria muito mais interessante contratar 2 funcionários novos para não sobrecarregar a equipe”;
  • “As horas extras estão resultando em um aumento nas entregas, mas elas não são urgentes, então poderiam ter sido espalhadas tranquilamente na rotina da equipe”.

Se continuarmos a reflexão, chegamos em uma série de variáveis que poderão se transformar em benefícios tanto para a empresa, quanto para os colaboradores.

2. Horas faltantes

Além das horas extras, temos também aquelas equipes e profissionais que estão com atrasos contabilizados. Em empresas maiores fica ainda mais difícil perceber os “faltantes”, então ter esse dado sistematizado é muito importante.

Com ele, será possível entender pontos muito importantes, como por exemplo o atraso de funcionários que moram muito longe e precisam pegar diversos tipos de condução, assim como aquelas pessoas que realmente estão indo embora mais cedo e devem se explicar.

3. Localização dos pontos batidos

Sabia que algumas plataformas oferecem a geolocalização de cada ponto registrado? Pois é! Aqui no PontoGO, por exemplo, oferecemos essa funcionalidade, que é muito importante hoje em dia.

Com esse dado, você consegue avaliar alguns pontos como:

  • quantidade de funcionários que estão no trabalho remoto;
  • quantidade de funcionários que estão em viagem de trabalho;
  • porcentagem de colaboradores que segue na empresa, mesmo em meio à pandemia.

Assim, geramos uma série de reflexões, como a quantidade de investimento que é feita atualmente em viagens (pensando se realmente são necessárias, ou se precisam ser ainda mais frequentes) ou, pensando na pandemia, proporção entre funcionários em home office X funcionários no presencial.

Em muitas cidades brasileiras, existe uma quantidade específica de pessoas que podem estar trabalhando de maneira presencial. Analisando o controle de ponto, a informação fica muito mais acessível!

Podemos também refletir sobre a qualidade das entregas de quem está trabalhando de casa e dos que estão no escritório.

4. Análise dos gastos da empresa

Já citamos algo nesse sentido, mas vale reforçar. Quando pensamos nas horas trabalhadas por um funcionário, isso tem total relação com o orçamento da empresa e quanto vem sendo investido em pessoal.

Com todos os documentos oferecidos por um bom sistema de controle de ponto, sua equipe conseguirá fazer orçamentos ainda melhores e que sejam positivos tanto pensando no lado financeiro, quanto no lado de desenvolvimento de pessoas e crescimento da empresa.

Até mesmo aquelas mínimas informações retiradas do controle de ponto podem ser repassadas para o financeiro.

Bônus: como escolher, então, um bom controle de ponto?

A ideia é buscar pela plataforma que ofereça a maior quantidade possível de funcionalidades aplicáveis na sua rotina. Por exemplo, aqui no PontoGO, trabalhamos com:

  • sistema de GPS que permite visualizar o horário e local onde foi registrado o ponto;
  • um mapa completo que mostra onde todos os pontos foram registrados;
  • registro de ponto mesmo sem internet pelo computador, tablet ou celular;
  • relatórios completos em PDF que estão de acordo com as normas do MTE;
  • controle de abono, falta, horas extras e outros processos diários.

Pense no que falamos ao longo de todo o conteúdo. Cada um desses tópicos pode ser aplicado na reflexão acerca das vantagens de aplicar uma boa análise de pessoal. Isso tudo, é claro, visando o crescimento da empresa.

Outra coisa muito importante sobre o PontoGO é que oferecemos planos compatíveis para os mais diversos tamanhos de negócios. Seja um microempreendedor que está começando agora, seja uma empresa consolidada no mercado.

As vantagens são muitas! Listamos apenas algumas:

  • redução dos custos com impressões e desburocratização de processos que podem se tornar mais eficientes;
  • diminuição dos riscos de fraudes, além de pontos batidos em local inapropriado;
  • facilidade para funcionários que trabalham em regime de home office ou que exercem suas atividades fora da empresa;
  • melhor acompanhamento desses funcionários pelos gestores e equipe de RH/DP.

Saiba mais sobre o PontoGo em nosso site e tire todas as suas dúvidas!

Conclusão: People Analytics e controle de ponto

Na maioria dos casos, será fundamental fazer uma conexão com outros setores da empresa. Quando é feito um bom cruzamento de dados entre o controle de ponto e demais gestores, você vai se surpreender acerca dos inúmeros benefícios alcançados.

Seja em termos de produtividade, entregas, satisfação e retenção de pessoal, a união entre People Analytics e controle de ponto é mais do que uma tendência, mas sim algo praticamente “obrigatório” em uma gestão que priorize dados e sistematização de informações;

E então? Gostou do nosso conteúdo? Acredita que está preparado para unir o People Analytics e o controle de ponto na sua rotina? Se sim, veja o nosso guia sobre flexibilidade no trabalho e entenda suas vantagens para a empresa!

0 Curtir
0 Não curti

Ana é Jornalista e trabalha com Marketing Digital desde o ano de 2016. Atua com o desenvolvimento de planos de comunicação, branding e gerenciamento de marcas na web, com foco em blogs corporativos e redes sociais. Além disso, tem experiência escrevendo sobre desenvolvimento pessoal, produtividade, métodos de organização pessoal e temas pertinentes ao universo corporativo em geral.

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *