Migração para o controle de ponto eletrônico: como fazer de maneira correta?

Talvez esteja na hora da sua empresa começar a usar o ponto eletrônico. Para isso ela precisa passar por uma migração do controle de ponto de forma correta.

homem segurando um celular simbolizando ponto eletrônico

Se você possui uma empresa, então é bom sempre mantê-la renovada para que ela consiga acompanhar as mudanças com o passar do tempo, principalmente tecnológicas. O investimento em tecnologia permite melhorar a eficiência tanto dos funcionários, como da própria empresa.

O sistema de controle de ponto é obrigatório perante as leis trabalhistas, então a sua empresa deve possui algum tipo de controle de ponto. Porém, será que o sistema de controle de ponto que você utiliza no seu negócio é o ideal?

Talvez esteja na hora da sua empresa fazer a migração do controle de ponto para um sistema mais atual e tecnológico, como o ponto eletrônico.

Adotar um sistema de ponto para mais moderno e tecnológico permite automatizar vários processos internos, o que ajuda bastante a empresa e os funcionários.

Quer saber como fazer isto da maneira correta? Será que existe alguma leia que fala sobre isto? É o que você vai ver no artigo de hoje.

Sistema de controle de ponto eletrônico

Antes de eu explicar sobre a migração em si, vou falar sobre o sistema de controle de ponto eletrônico.

Existem vários tipos de ponto, porém o ponto eletrônico é o melhor tipo de controle de ponto que existe atualmente no mercado, pois além dele utilizar a tecnologia (o que facilita bastante), também utiliza a internet o que é perfeito para os profissionais home office e para aqueles que realizam muitas atividades externas e não conseguem voltar para a empresa para bater o ponto.

E como as empresas terão controle de quem bate ponto fora do local de trabalho? O ponto eletrônico oferece a funcionalidade de geolocalização, que proporcionará o RH a saber o local exato que aquele funcionário registrou o ponto.

Inclusive, o ponto eletrônico facilita bastante o trabalho do RH. Quer saber mais? Clique aqui!

O PontoGO é o melhor sistema de controle de ponto eletrônico existente no mercado. Ele oferece várias funcionalidades que vão facilitar a vida dos funcionários e da própria empresa, como a geolocalização, permitir que seja registrado o ponto sem precisar de internet, abonos, ajustes e registros de pontos ilimitados e muito mais.

Além disto, o custo-benefício é incrível! Ele é feito para todos os tipos de empresa e você poderá achar o plano que mais se encaixa ao seu negócio. Veja todos os planos aqui!

interface do PontoGO

Interface do PontoGO web exibido somente para as empresas. É possível ver ao fundo da foto o mapa citado no texto.

Leis trabalhistas x migração para o controle de ponto eletrônico

Não existe nada nas leis trabalhistas que mostre como a migração para o controle de ponto eletrônico deve ser feita. Ou seja, a empresa está livre para mudar qual o tipo de ponto irá utilizar na hora que quiser.

Porém, o tipo de ponto escolhido pela empresa precisa ser legalizado pelas leis trabalhistas e deve seguir todas as diretrizes, como manter o registro de ponto de todos os funcionários (com algumas exceções, como diretores e gerentes), ter no mínimo quatro registros diários por funcionário (entrada, saída para o almoço, retorno para o trabalho, saída final), etc.

Sendo assim, não existe burocracia na migração para o controle de ponto eletrônico, o que facilita bastante a sua empresa de se manter renovada, afinal, o ponto eletrônico é um grande passo para isto.

Como fazer a migração para o controle de ponto eletrônico de forma correta

Antes de tudo, todos os funcionários precisam ser informados da mudança de sistema de controle de ponto e em quanto tempo o novo sistema irá ser instalado.

Como o novo sistema irá ser o ponto eletrônico, então é importante assegurar que todos os colaboradores saibam mexer para que futuramente não exista problemas de registro de ponto.

Pode parecer óbvio e fácil, mas muitas pessoas (principalmente aquelas que possuem mais de 60 anos) não sabem utilizar a internet. O termo “analfabetismo digital” surgiu exatamente para descrever estas pessoas. Ela podem saber ler e escrever, mas não sabem mexer em um computador ou smartphone com destreza.

É essencial que a empresa passe um treinamento eficiente para todos os funcionários de como utilizar o novo sistema de controle de ponto.

Todo o registro do antigo sistema de ponto deve ser mantido em uma planilha ou online ou outro tipo de sistema que seja de fácil acesso. Você também pode integrar o sistema antigo com o novo sistema.

Conclusão

Talvez esteja na hora da sua empresa renovar e entrar mais e mais no mundo tecnológico, afinal vivemos a era da tecnologia e internet!

Existem vários tipos de sistemas de controle de ponto, mas o ponto eletrônico é o mais indicado para qualquer tipo de empresa, pois além de facilitar a vida da empresa e dos funcionários, permite que, através de um aplicativo ou site na web, os colaboradores registrem seus pontos fora do local de trabalho.

Lembre-se que para realizar a migração para o controle de ponto eletrônico não é necessário seguir nenhuma lei trabalhista, mas aquele tipo de ponto precisa estar legalizado perante as leis trabalhistas e seguir as diretrizes. E o melhor de tudo é que o ponto eletrônico é legal!

É essencial que você comunique todos os funcionários da mudança e realize um treinamento, pois apesar de parecer ser um sistema fácil, muitas pessoas podem não ter facilidade em lidar com sistemas online.

O PontoGO é o melhor sistema de controle de ponto disponível no mercado, além de ter um custo-benefício maravilhoso. Ainda não conhece o PontoGO? Faça um teste!

Então, você gostou do artigo? O seu comentário é muito importante para nós!

Se você tem sugestões de outros temas, sinta-se a vontade para comentar!

4 Curtir
0 Não curti

Deixar uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *